Como o planejamento estratégico influencia o desempenho das empresas.

Você concorda que é importante administrar o presente e, ao mesmo tempo, se preparar para o futuro? Para que isso seja viável, é preciso ter um planejamento estratégico capaz de minimizar as incertezas e os riscos do negócio.

Desde que o mundo é mundo, o ser humano se organiza para sobreviver, ao se antecipar a acontecimentos e tomar as decisões mais acertadas. É claro que no meio corporativo essa prática merece um cuidado diferenciado.

Isso se tornou um assunto recorrente para toda organização que deseja dialogar melhor com o público, ser vista como referência no mercado e melhorar a percepção da marca. Quer saber mais? Continue a leitura!

Entenda o que é planejamento estratégico

É um recurso da administração que envolve uma série de ações, cuja finalidade é alcançar um objetivo pré-determinado. Precisa ser bem detalhado e alinhado a missão, a visão, os valores e as metas do negócio, pois funcionará como um guia de onde se espera chegar, e qual o caminho a percorrer para que isso se torne possível.

O planejamento estratégico também pode ser definido como:

  • o documento que registra as premissas (aquilo que se tem como verdade);
  • os objetivos organizacionais;
  • a análise do histórico de resultados;
  • a análise de mercado;
  • o posicionamento da marca;
  • o diagnóstico da situação atual da empresa;
  • as partes interessadas;
  • o plano de ação, entre outras coisas.

Como você pode perceber, uma estratégia é representada por caminhos, maneiras ou ações elaboradas e adaptadas para superar desafios, conquistar objetivos e um melhor posicionamento da empresa no mercado.

Para que o processo de planejamento seja bem-sucedido, é fundamental que esse documento seja elaborado com firmeza e persistência. Afinal, em alguns casos, os participantes podem demonstrar resistência às mudanças que as propostas podem trazer para a organização.

Nesse sentido, é preciso promover uma excelente comunicação interna e envolver as pessoas responsáveis pelo cumprimento do que será definido.

É importante levar em consideração que o planejamento estratégico não é um arquivo concluído. Mesmo após as ideias saírem do papel e tomarem vida, a necessidade de planejar e rever a estratégia é permanente.

Saiba por que o planejamento estratégico é tão importante

Independentemente dos objetivos pretendidos, é preciso saber como chegar aos resultados. Sem planejar o passo a passo de um projeto, a gestão é comparável com um automóvel desgovernado. Desse jeito, não dá para chegar a um lugar estratégico.

Se o desejo é abrir uma filial, diversificar os canais de comunicação ou otimizar os investimentos em marketing, é o planejamento estratégico que vai estabelecer cada passo a ser dado até lá. Para você ter uma ideia, até para fechar uma empresa é preciso se preparar com antecedência.

O planejamento ajuda a visualizar os caminhos que levam ao sucesso. Isso representa uma vantagem competitiva enorme, pois o cenário econômico atual faz com que muitas empresas atuem de maneira instintiva, sem organizar um plano de ação.

Além disso, ele representa uma ferramenta indispensável para minimizar incertezas por meio de técnicas e procedimentos administrativos que permitem olhar para o futuro, definir objetivos e metodologias. Ou seja, é o ponto de partida de qualquer organização que visa desenvolvimento.

Conheça os benefícios para a sua empresa

O planejamento estratégico proporciona diversos benefícios que refletem diretamente no desempenho do negócio. Confira:

Proporciona análises que conduzem à melhoria dos processos

Uma parte do planejamento é voltada para o levantamento de forças e fraquezas que existem nos processos internos. Isso ajuda a entender, de forma mais transparente, quais as ações devem ser implementadas para que os resultados sejam satisfatórios.

Nesse sentido, a redução ou eliminação das fraquezas possibilita uma estrutura mais adequada. Ao mesmo tempo, aproveitar as forças permite maximizar os resultados e tornar a marca mais competitiva.

Auxilia a identificar fatores externos que influenciam nos resultados

Além das variáveis internas (forças e fraquezas), existem questões externas que também podem afetar a performance da organização. É o caso das oportunidades e as ameaças.

Ambas podem estar relacionadas ao surgimento de novas leis, ou à entrada de outros concorrentes, por exemplo. Ter o conhecimento dessas variáveis permite que você encontre um meio de neutralizar as ameaças, assim como aproveitar as oportunidades.

Determina a estratégia de atuação

Com base nos objetivos que foram definidos, é possível criar estratégias de atuação para facilitar o alcance das metas em todos os níveis organizacionais (operacional, tático e estratégico). É essa etapa que define o caminho que será percorrido.

Quando a empresa não está preparada para investir em crescimento, gasta mais que o necessário e não tem o Retorno do Investimento (ROI) adequado. Com um plano em mãos os recursos são aplicados com mais segurança.

Permite definir os planos de ação

Os planos de ação caracterizam a parte prática do planejamento estratégico. Eles estão diretamente ligados às estratégias que foram definidas anteriormente. Aqui, os objetivos são quebrados em metas de menor proporção.

Isso é necessário para que as ações alcancem todos os níveis hierárquicos da empresa, facilitando a sua execução e controle. É importante incluir toda a equipe nesse processo e cuidar para que ela esteja comprometida com as tarefas.

Orienta para resultados

Por fim, um dos fatores fundamentais do planejamento e o principal motivo de influência no desempenho é o fato de ele ser voltado para resultados. Como existe a definição de objetivos e definição das ações com base neles, o foco está sempre no desempenho que é esperado.

O planejamento estratégico é uma ferramenta crucial para que as empresas possam otimizar a gestão e alcançar o sucesso. Com sua elaboração e o seguimento das soluções que foram estabelecidas, as chances de conseguir um desempenho superior são bem maiores, além da possibilidade de criar vantagem competitiva no mercado.

Veja por onde começar o seu planejamento estratégico

A primeira coisa a fazer é reunir-se com as pessoas com poder de decisão, como gestores, coordenadores e diretores. Na oportunidade, cada um pode dar sugestões sobre as principais expectativas para o futuro da empresa.

O ideal é adotar a participação de um mediador para garantir que todos os pontos de vistas sejam ouvidos no tempo esperado. As ideias podem ser agrupadas por categorias, como pessoas, tecnologias, marketing etc.

Feito isso, é importante tentar entender o que pode impedir a sua empresa de atingir os resultados. Quais são as principais dificuldades? Mapeie e liste todos os obstáculos por causas em comum.

Em seguida, atribua uma ação para cada um com respectivos responsáveis e prazos definidos. Essa prática vai garantir um estudo aprofundado sobre a realidade da sua organização, além de fornecer informações verídicas para a elaboração do plano.

Como você percebeu, o planejamento estratégico não é modismo, mas uma necessidade que habita o centro de todas as organizações que visam crescer de forma sustentável.

Quer receber outros artigos com soluções práticas para o seu negócio? Assine gratuitamente a nossa newsletter e enviaremos para você conteúdos relevantes sobre o tema!

Link para a página de case da Bolt Brasil

Como o planejamento estratégico influencia o desempenho das empresas?

Categoria: Estratégia
0
1155 visualizações

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *