Apresentação de sucesso: o papel do apresentador para cativar a audiência

Quando você pensa na apresentação perfeita, o que vem à sua cabeça? Slides atraentes? Um ambiente confortável, estimulante? Conteúdo de qualidade estruturado ao redor de uma história envolvente? Se você imagina tudo isso, está certíssimo, mas ainda falta um elemento essencial: um apresentador seguro, comunicativo e bem preparado.

Ele tem o poder de trazer mais energia à audiência do que uma boa xícara de café (assim como um apresentador despreparado pode ser melhor que uma canção de ninar para fazer a plateia dormir). Você certamente quer ser o primeiro, certo? Siga a leitura para aprender a conduzir uma apresentação de sucesso – seja em uma palestra, um evento ou uma reunião.

Domínio do assunto

Se tem algo difícil de esconder é quando um apresentador não sabe muito bem sobre o que está falando. Além de, obviamente, prejudicar a qualidade do conteúdo, outro efeito colateral é o desengajamento dos espectadores.

A solução não é complicada: a apresentação flui melhor se conduzida por um especialista no que será falado. E uma dica extra: atualização constante! Não existe conhecimento que não possa ser aprimorado e apresentação que não possa ser enriquecida.

Hora do show

Tenho certeza de que todos já passaram por isso: você é o ouvinte em uma apresentação e o conteúdo realmente interessa, mas de repente o sono bate, você não consegue segurar os bocejos, começa a olhar o celular e checar as redes sociais. Por que isso acontece? Provavelmente a falta de técnica do apresentador tenha a ver com isso.

A desenvoltura é natural para alguns, porém também pode ser desenvolvida. Cursos de oratória estão aí para ajudar, mas aqui vão algumas dicas rápidas:

  • variar o tom de voz e dar ênfase em palavras mais importantes (um tom de voz monótono é meio caminho andado para uma audiência entediado);
  • ficar atento a postura e gestos (o corpo também fala);
  • ter familiaridade real com o conteúdo;
  • ser espontâneo e natural; e
  • falar a mesma língua dos espectadores.

Foco no receptor da mensagem

De fato, não apenas é necessário falar a mesma língua do público, como conhecê-lo como um todo. O que faz? Com o que trabalha? Quais são as expectativas dele com essa apresentação?

Sabendo bastante sobre quem está “do outro lado”, é possível usar exemplos que fazem mais sentido, focar nos pontos mais valiosos do conteúdo e garantir que que vê saia da apresentação com aquilo que buscava.

Treino e mais treino

Se você conhece o assunto, é um bom comunicador e sabe com quem está falando, agora só falta treinar. Pode parecer algo para iniciantes, mas até os profissionais mais experientes treinam muito para chegar a uma apresentação de sucesso.

É nesse momento que você garante que todo o conteúdo poderá ser passado no tempo disponível, identifica potenciais assuntos faltantes ou mesmo excessos.

A boa e velha empatia

Por fim, um bom apresentador tem a habilidade de se colocar no lugar de quem está ouvindo. Isso significa que, se a apresentação é na segunda-feira de manhã, por exemplo, ele pode precisar dar uma energia extra ao discurso. Se a apresentação é logo antes do almoço ou do happy hour, ele tem um comprometimento ainda maior em ficar dentro do tempo estipulado.

Basta pensar em como você gostaria que o apresentador conduzisse a apresentação se você estivesse assistindo.

Sobretudo, o apresentador não apenas é a cara (e a voz) da apresentação, como também é um grande responsável por atingir os resultados buscados com ela. Ou seja, um comunicador habilidoso faz o momento da apresentação ir além de sua duração, mantendo o conteúdo vivo na mente da audiência.

Acha que o mundo merece apresentadores cada vez melhores? Compartilhe este texto nas redes sociais para que seus contatos também tenham uma apresentação de sucesso!

Sócio fundador e CEO da Bolt Brasil, atuando como Diretor de Criação, graduado em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão Estratégica em Marketing pela PUC-MG. Premiado em inúmeros festivais brasileiros (Bienal de Design Gráfico – ADG, Clube de Criação de São Paulo, Clube de Criação de Minas Gerais, Prêmio About de Comunicação Integrada, Prêmio MMOnline – MSN) e internacionais (Festival Internacional de Cannes, Festival Internacional de Londres, One Show Interactive – Nova York). Criou e coordenou o Quinta Digital por 3 anos, que já passou pelas cidades de Uberlândia, Juiz de Fora, Divinópolis e João Pessoa-PB. Foi professor de Direção de Arte no curso de Comunicação Digital e Hipermídia da UNI-BH por 2 anos e palestrante em diversos eventos. Atualmente é professor da disciplina Mobilidade e Produção de Sentido no MBA em Comunicação e Marketing do IEC – Puc Minas, professor da disciplina Dinâmica das Agências Digitais na Pós-graduação UNA, Presidente da ABRADi-MG (Associação Brasileira de Agentes Digitais – Minas Gerais) e Diretor da ABRADI Nacional (Associação Brasileira de Agentes Digitais).

Apresentação de sucesso: o papel do apresentador para cativar a audiência

Alexandre Estanislau

Sócio fundador e CEO da Bolt Brasil, atuando como Diretor de Criação, graduado em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão Estratégica em Marketing pela PUC-MG. Premiado em inúmeros festivais brasileiros (Bienal de Design Gráfico – ADG, Clube de Criação de São Paulo, Clube de Criação de Minas Gerais, Prêmio About de Comunicação Integrada, Prêmio MMOnline – MSN) e internacionais (Festival Internacional de Cannes, Festival Internacional de Londres, One Show Interactive – Nova York). Criou e coordenou o Quinta Digital por 3 anos, que já passou pelas cidades de Uberlândia, Juiz de Fora, Divinópolis e João Pessoa-PB. Foi professor de Direção de Arte no curso de Comunicação Digital e Hipermídia da UNI-BH por 2 anos e palestrante em diversos eventos. Atualmente é professor da disciplina Mobilidade e Produção de Sentido no MBA em Comunicação e Marketing do IEC – Puc Minas, professor da disciplina Dinâmica das Agências Digitais na Pós-graduação UNA, Presidente da ABRADi-MG (Associação Brasileira de Agentes Digitais – Minas Gerais) e Diretor da ABRADI Nacional (Associação Brasileira de Agentes Digitais).

Categoria: Apresentações Corporativas
2
780 visualizações

2 comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *