Gestalt é um conceito até bastante simples: é basicamente a forma como o nosso cérebro “enxerga” as coisas. Entender e aplicar as regras de como isso acontece é essencial para um trabalho de qualidade no campo do design e da comunicação. Alexandre Estanislau, designer e Diretor de Criação da Bolt, ressalta que um dos erros mais comuns dos novos designers é desconhecer as leis da Gestalt e assim acabar criando algo que não seja compreensível para todo mundo, ou que não converse com o público alvo.

Num mundo cada vez mais povoado de imagens, o nosso cérebro procura formas de organizar o que vemos. Assim, acabamos enxergando o que o ele nos “direciona” a ver.
Duvida? Dá uma olhada nesse filme publicitário:

Não é incrível como algo tão óbvio passa completamente despercebido quando não estamos predispostos a ver?

O primeiro passo quando se cria alguma coisa que queremos que comunique é conhecer o público alvo e as referências que ele tem, para desenvolver algo que seja identificável para ele. Como enxergamos e o que enxergamos tem menos a ver com nossos olhos e muito mais a ver com o nosso cérebro, como ele assimila a nossa experiência visual e com o repertório que temos. Em resumo – o sujeito percebe as coisas de acordo com a maneira que aquilo se aproxima (ou não) do mundo, da linguagem, do universo que ele já conhece.

Então, além de conhecer o seu público, você precisa saber pelo menos um básico sobre como a percepção humana funciona. A Bolt indica três livros que abordam de diferentes maneiras níveis de percepção sobre cor e forma, e que podem ajudar a entender como funcionam as leis da Gestalt e o comportamento diante de imagens e signos, para fazer essa conversa visual fluir cada vez melhor:

Gestalt-do-objeto_300dpi__37191_zoom
Gestalt do Objeto, João Gomes Filho
Uma das primeiras publicações brasileiras sobre o assunto, é bibliografia básica para compreender o que são as leis de Gestalt e como criar em harmonia com elas. Didático e cheio de referências práticas, o livro ajuda e muito a entender esse sistema de leitura visual da forma do objeto e coloca os fundamentos científicos da Gestalt acessíveis para o designer em formação.

2973032
Da cor à cor inexistente, Israel Pedrosa
Mais uma referência essencial, faz um apanhado conceitual e histórico da teoria das cores e é fundamental para entender como as cores se complementam e interagem.

design_livro
Design para quem não é designer, Robin Williams
Simples e fácil de ler, tem noções básicas de planejamento visual e traz formas práticas de aprimorar o trabalho em design e de criar de forma mais harmônica. Leitura praticamente obrigatória para quem quer entender como funciona o design.

E agora? Hora de aplicar a teoria – mãos à obra!

Sócio fundador e CEO da Bolt Brasil, atuando como Diretor de Criação, graduado em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão Estratégica em Marketing pela PUC-MG. Premiado em inúmeros festivais brasileiros (Bienal de Design Gráfico – ADG, Clube de Criação de São Paulo, Clube de Criação de Minas Gerais, Prêmio About de Comunicação Integrada, Prêmio MMOnline – MSN) e internacionais (Festival Internacional de Cannes, Festival Internacional de Londres, One Show Interactive – Nova York). Criou e coordenou o Quinta Digital por 3 anos, que já passou pelas cidades de Uberlândia, Juiz de Fora, Divinópolis e João Pessoa-PB. Foi professor de Direção de Arte no curso de Comunicação Digital e Hipermídia da UNI-BH por 2 anos e palestrante em diversos eventos. Atualmente é professor da disciplina Mobilidade e Produção de Sentido no MBA em Comunicação e Marketing do IEC – Puc Minas, professor da disciplina Dinâmica das Agências Digitais na Pós-graduação UNA, Presidente da ABRADi-MG (Associação Brasileira de Agentes Digitais – Minas Gerais) e Diretor da ABRADI Nacional (Associação Brasileira de Agentes Digitais).

Bolt Indica: pra entender a Gestalt, a teoria das cores e tudo mais

Alexandre Estanislau

Sócio fundador e CEO da Bolt Brasil, atuando como Diretor de Criação, graduado em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão Estratégica em Marketing pela PUC-MG. Premiado em inúmeros festivais brasileiros (Bienal de Design Gráfico – ADG, Clube de Criação de São Paulo, Clube de Criação de Minas Gerais, Prêmio About de Comunicação Integrada, Prêmio MMOnline – MSN) e internacionais (Festival Internacional de Cannes, Festival Internacional de Londres, One Show Interactive – Nova York). Criou e coordenou o Quinta Digital por 3 anos, que já passou pelas cidades de Uberlândia, Juiz de Fora, Divinópolis e João Pessoa-PB. Foi professor de Direção de Arte no curso de Comunicação Digital e Hipermídia da UNI-BH por 2 anos e palestrante em diversos eventos. Atualmente é professor da disciplina Mobilidade e Produção de Sentido no MBA em Comunicação e Marketing do IEC – Puc Minas, professor da disciplina Dinâmica das Agências Digitais na Pós-graduação UNA, Presidente da ABRADi-MG (Associação Brasileira de Agentes Digitais – Minas Gerais) e Diretor da ABRADI Nacional (Associação Brasileira de Agentes Digitais).

Categoria: Design
1
6196 visualizações

1 comentário

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *