Como criar uma cultura de gestão baseada em dados na sua empresa?

Com o progresso tecnológico e cada vez mais métodos para captar dados estratégicos, tornou-se mais fácil tomar decisões de negócios com segurança. Uma gestão baseada em dados utiliza essas informações para validar suas escolhas e se certificar de que está no caminho certo para atingir seus objetivos.

A tendência de gestão baseada em dados somente é possível ao contar com a estrutura adequada para captar essas métricas e obter diagnósticos estratégicos a partir delas. Além disso, é essencial saber como interpretar corretamente essas informações para evitar análises incorretas. Por fim, é necessário conhecer as metodologias adequadas para lidar com grandes volumes de dados.

Achou essa ideia interessante? Nesse caso, é importante começar da maneira correta. Você precisa estabelecer uma estratégia robusta voltada à captação e interpretação de dados para aproveitar as vantagens dessa tendência. É nisso que nós vamos ajudar.

Veja a seguir quais os passos a adotar para implementar uma gestão baseada em dados em sua empresa. Vamos lá?

Defina quais são os seus objetivos

A gestão baseada em dados é um meio bastante eficaz para garantir que você alcance os seus objetivos, então, você precisa defini-los. Isso não deve ser algo vago, como “aumentar as vendas”. É necessário ter uma métrica mais específica e estabelecer uma meta a ser atingida em relação a esse objetivo. Por exemplo, seria algo como “aumentar em 30% as vendas de produtos eletrônicos”.

Não determine metas muito agressivas

Ao seguir a dica anterior, pode ser grande a tentação de definir como meta um índice altamente agressivo, na ilusão de que isso aumente as chances de você atingi-lo. Tome cuidado para não cair nesse erro, já que ele pode prejudicar a sua performance. É necessário conhecer muito bem a sua empresa e as capacidades dela para estabelecer uma meta no nível correto. Leve em consideração o seu histórico e as ferramentas que você tem à disposição.

Conte com uma boa solução de dados

Para trabalhar com um a gestão baseada em dados, você tem que contar com um método eficaz para captar essas métricas. Com o fortalecimento da tendência do Big Data, há cada vez mais opções para escolher nessa área. Você precisa de uma solução que atenda às suas necessidades e não limite o seu progresso. O intuito principal dessa ferramenta será oferecer mais produtividade e conveniência para você e sua equipe.

Motive a sua equipe

Acessar dados estratégicos sobre o negócio com alta precisão e velocidade pode ser o combustível que faltava para trazer mais motivação à sua equipe. Isso permitirá que os seus profissionais enxerguem a contribuição que levam ao progresso da empresa e pode ajudá-los a enxergar novas maneiras de melhorar cada vez mais. Experimente premiar aqueles que mais se destacam, usando os números como indicadores de performance.

Integre o processo à cultura da empresa

A gestão baseada em dados somente fará parte do DNA da sua empresa se você se preocupar em integrá-lo à cultura dela. Não basta implementar essa iniciativa como algo isolado, que logo será esquecido em favor de outras soluções. É necessário incluir essa tendência na base do seu negócio, condicionar as suas decisões a ela e utilizar esse recurso para crescer cada vez mais.

Ao trabalhar com uma gestão baseada em dados, ficará mais fácil tomar as decisões certas para o sucesso do seu negócio. Basta seguir as dicas acima para garantir a implementação correta e aproveitar as vantagens trazidas por essa tendência. Lembre-se de que o mercado se torna cada vez mais competitivo, então você precisa dos meios certos para se destacar em seu segmento e conter a ação dos concorrentes.

Vamos continuar falando sobre números? Veja aqui no blog quais as métricas mais importantes para uma estratégia de marketing!

Sócio fundador e CEO da Bolt Brasil, atuando como Diretor de Criação, graduado em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão Estratégica em Marketing pela PUC-MG. Premiado em inúmeros festivais brasileiros (Bienal de Design Gráfico – ADG, Clube de Criação de São Paulo, Clube de Criação de Minas Gerais, Prêmio About de Comunicação Integrada, Prêmio MMOnline – MSN) e internacionais (Festival Internacional de Cannes, Festival Internacional de Londres, One Show Interactive – Nova York). Criou e coordenou o Quinta Digital por 3 anos, que já passou pelas cidades de Uberlândia, Juiz de Fora, Divinópolis e João Pessoa-PB. Foi professor de Direção de Arte no curso de Comunicação Digital e Hipermídia da UNI-BH por 2 anos e palestrante em diversos eventos. Atualmente é professor da disciplina Mobilidade e Produção de Sentido no MBA em Comunicação e Marketing do IEC – Puc Minas, professor da disciplina Dinâmica das Agências Digitais na Pós-graduação UNA, Presidente da ABRADi-MG (Associação Brasileira de Agentes Digitais – Minas Gerais) e Diretor da ABRADI Nacional (Associação Brasileira de Agentes Digitais).

Como criar uma cultura de gestão baseada em dados na sua empresa?

Alexandre Estanislau

Sócio fundador e CEO da Bolt Brasil, atuando como Diretor de Criação, graduado em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão Estratégica em Marketing pela PUC-MG. Premiado em inúmeros festivais brasileiros (Bienal de Design Gráfico – ADG, Clube de Criação de São Paulo, Clube de Criação de Minas Gerais, Prêmio About de Comunicação Integrada, Prêmio MMOnline – MSN) e internacionais (Festival Internacional de Cannes, Festival Internacional de Londres, One Show Interactive – Nova York). Criou e coordenou o Quinta Digital por 3 anos, que já passou pelas cidades de Uberlândia, Juiz de Fora, Divinópolis e João Pessoa-PB. Foi professor de Direção de Arte no curso de Comunicação Digital e Hipermídia da UNI-BH por 2 anos e palestrante em diversos eventos. Atualmente é professor da disciplina Mobilidade e Produção de Sentido no MBA em Comunicação e Marketing do IEC – Puc Minas, professor da disciplina Dinâmica das Agências Digitais na Pós-graduação UNA, Presidente da ABRADi-MG (Associação Brasileira de Agentes Digitais – Minas Gerais) e Diretor da ABRADI Nacional (Associação Brasileira de Agentes Digitais).

Categoria: Estratégia
0
241 visualizações

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *