e-commerce

É hora de planejar! A época de maior faturamento no ano já está chegando

Muito se fala sobre a perspectiva de um Natal magro. Mas, apesar da crise, o e-commerce brasileiro registrou um aumento de 16% no primeiro semestre de 2015 em comparação com o mesmo período de 2014, atingindo um faturamento de R$ 18,6 bilhões. E a expectativa é de um crescimento de 15% no segundo semestre, fechando o ano com um faturamento de R$ 41,2 bilhões.

Esses dados estão no relatório WebShoppers 2015, em que figura também um raio-x do perfil do consumidor. O resultado dessa análise é bem afinado com o que vimos no estudo Micro-Momentos, conduzido pela Google: o público agora utiliza muito mais os dispositivos móveis como mediadores para a experiência de compra. Desde a primeira manifestação de interesse até a conversão.

Segundo o estudo, apenas 6% dos consumidores declararam que a mídia offline foi a principal influência na decisão de compra, enquanto 38% afirmou que utiliza o smartphone ou tablet para pesquisar sobre o produto ou serviço que está interessado, até mesmo quando já estavam dentro de uma loja física.

A moral dessa história é que a oportunidade de um faturamento mais que satisfatório nesse Natal está ao alcance das marcas e empresas: o fundamental para chegar nesse público parece ser investir em planejamento, estudo e monitoramento dos potenciais consumidores e direcionar, de maneira certeira, as ações de marketing, principalmente voltadas para os meios digitais.

Ao invés de se entregar ao pessimismo, o momento agora é de planejar e agir.

Geane Alzamora, professora do Departamento de Comunicação Social da UFMG e pesquisadora do Centro de Convergência de Novas Mídias faz coro a essa análise e ressalta a importância de um conhecimento aprofundado do público na hora de pensar campanhas e estratégias comunicativas. “O planejamento estratégico de campanha publicitária que lida com perspectiva de engajamento social, no Natal ou em qualquer outro momento, deve basear-se em informações que possam orientar a definição dos perfis de públicos objetivados em relação às intenções comunicativas para o produto ou marca. Estabelecem-se, assim, os propósitos da campanha e, só então, deve-se proceder às escolhas relativas às plataformas e aos conteúdos que serão postos em circulação intermídia e aos modos possíveis de produzir engajamento”, comenta.

A entrevista completa com a Professora Geane Alzamora está aqui, no ThunderBlog. Falaremos um pouco mais sobre as novas configurações de mídia e público, e como conseguir engajamento nesse contexto. Fique ligado 😉

Sócio fundador e CEO da Bolt Brasil, atuando como Diretor de Criação, graduado em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão Estratégica em Marketing pela PUC-MG. Premiado em inúmeros festivais brasileiros (Bienal de Design Gráfico – ADG, Clube de Criação de São Paulo, Clube de Criação de Minas Gerais, Prêmio About de Comunicação Integrada, Prêmio MMOnline – MSN) e internacionais (Festival Internacional de Cannes, Festival Internacional de Londres, One Show Interactive – Nova York). Criou e coordenou o Quinta Digital por 3 anos, que já passou pelas cidades de Uberlândia, Juiz de Fora, Divinópolis e João Pessoa-PB. Foi professor de Direção de Arte no curso de Comunicação Digital e Hipermídia da UNI-BH por 2 anos e palestrante em diversos eventos. Atualmente é professor da disciplina Mobilidade e Produção de Sentido no MBA em Comunicação e Marketing do IEC – Puc Minas, professor da disciplina Dinâmica das Agências Digitais na Pós-graduação UNA, Presidente da ABRADi-MG (Associação Brasileira de Agentes Digitais – Minas Gerais) e Diretor da ABRADI Nacional (Associação Brasileira de Agentes Digitais).

Então é Natal

Alexandre Estanislau

Sócio fundador e CEO da Bolt Brasil, atuando como Diretor de Criação, graduado em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, pós-graduado em Gestão Estratégica em Marketing pela PUC-MG. Premiado em inúmeros festivais brasileiros (Bienal de Design Gráfico – ADG, Clube de Criação de São Paulo, Clube de Criação de Minas Gerais, Prêmio About de Comunicação Integrada, Prêmio MMOnline – MSN) e internacionais (Festival Internacional de Cannes, Festival Internacional de Londres, One Show Interactive – Nova York). Criou e coordenou o Quinta Digital por 3 anos, que já passou pelas cidades de Uberlândia, Juiz de Fora, Divinópolis e João Pessoa-PB. Foi professor de Direção de Arte no curso de Comunicação Digital e Hipermídia da UNI-BH por 2 anos e palestrante em diversos eventos. Atualmente é professor da disciplina Mobilidade e Produção de Sentido no MBA em Comunicação e Marketing do IEC – Puc Minas, professor da disciplina Dinâmica das Agências Digitais na Pós-graduação UNA, Presidente da ABRADi-MG (Associação Brasileira de Agentes Digitais – Minas Gerais) e Diretor da ABRADI Nacional (Associação Brasileira de Agentes Digitais).

Categoria: Estratégia
0
2060 visualizações

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *